top of page

Somos Energia e Informação

Atualizado: 8 de set. de 2020

Não somos blocos sólidos de rocha num planeta e sim um agrupamento de energias que penetram e são penetrados por milhões de outras energias.



Enquanto você está lendo esse artigo, já se deu conta quantas ondas e vibrações invisíveis estão entrecruzando pelo espaço ao seu redor?


As frequências emitidas dos rádios, Tv, internet, celulares (contaminação eletromagnética) e até mesmo as dores físicas e emocionais das pessoas que o cercam estão influenciando a sua vida sem que você perceba.


À medida que vamos nos tornando mais sensíveis, mais conscientes, começamos a perceber a diferença dos campos de energias de ambientes e pessoas. Se você está num ambiente onde as pessoas estão estressadas, num local de trabalho onde as pessoas vivem a competição entre si, rodeados de computadores, telefones, informações e energias diversas representadas por cada integrante é esperado que essas pessoas terminam seu dia exaustas.


Agora essa mesma pessoa indo para a natureza e tomando um banho de mar ou de cachoeira, a simples mudança de ambiente já muda completamente a energia. O tempo todo, mesmo aquilo que você não vê, está influenciando o seu corpo físico, emocional, energético, vibracional e até espiritual. Por que acontece isso?


Nós somos energia e informação, possuímos muito mais que um corpo físico. Temos vários corpos sutis, inclusive quando adoecemos, na maioria das vezes, é o reflexo desse desequilíbrio.


Você já fez algum tratamento com medicamentos alopáticos e não surtiu efeito? Ou melhorou e logo depois voltou tudo de novo? Isso aconteceu, provavelmente, porque a causa não estava somente no corpo físico, mas também nos corpos sutis, nos quais o medicamento alopático pode não surtir efeito.


Nós temos o corpo sublime, o supramental (ambos fazem parte do coletivo), o corpo mental, o corpo vital e o físico (Esses são individuais). Possuímos um poder imensurável em nós e para acessá-lo precisamos nos conectar com o corpo Sublime e o Supramental (Imagine, que lá é onde está o “pote de ouro” contendo todas as possibilidades incríveis, insights, poder criativo, ou seja, todas as respostas e direcionamentos que você precisa para ter uma vida com propósito.


Quanto mais hiperestimulado, mais contraída estará a sua mente e menor será o alcance de percepção desses níveis mais sutis, resumindo viver de forma automática, robotizada, tornando sua vida mais pesada, na qual você sempre cria as mesmas coisas e está construindo uma vida sem propósito e com um sentimento de eterna falta.


Essa falta você nem consegue muitas vezes expressar de que é, pois é inexplicável e podemos até arrumar motivos, depositar culpa nos outros, mas essa falta, é a falta de conexão consigo mesmo. Não encontramos nada lá fora que irá preencher internamente. Isso é mágico!


Segundo o físico indiano PhD Amit Goswani, para exercermos uma vida com propósito temos 3 principais princípios quânticos que nos empoderam:


1) Princípio da Não-Localidade: é a comunicação sem sinal e instantânea. Você já pensou em alguém e essa pessoa te ligou? Os processos de cura que ocorre quando intencionamos a outra pessoa funciona por esse princípio também, e cientistas concluíram que quando existe um grupo de pessoas intencionando o mesmo propósito ainda é mais efetivo (desde orações até algo que intencionamos para o bem do coletivo).


2) Princípio da Descontinuidade: Acontece quando você salta de um nível de consciência para outro de forma não linear. Ex.: Você está querendo uma determinada resposta, e de repente, você tem uma Surpresa. Vem uma ideia, uma resposta de forma que vem em forma de pensamento descontínuo, ou seja , você nunca havia pensado isso antes, uma grande ideia. Para ter esse acesso, precisamos viver mais conectados com a Fonte Criadora (Consciência maior), viver de forma mais serena, meditar e se conectar.


3) Princípio do Entrelaçamento quântico: Quando duas partículas se correlacionam, mesmo quando estão distantes, uma influencia a outra de forma instantânea. Um exemplo é quando uma mãe sente que o filho não está bem, um cachorro que sente que seu dono está chegando. Esse princípio explica porque quando fazemos tratamentos em um membro da família é possível a cura alcançar o outro membro da mesma família.


É muito comum no meu consultório eu tratar a mãe ou o pai e o filho usufruir no próprio corpo dos mesmos resultados. Quanto maior for a ligação afetiva entre as pessoas, maior a influência desse princípio.


Quando vivemos o nosso melhor, indiretamente estamos ajudando todos aqueles que nos cercam, os nossos antepassados e até os que virão. Viva o seu melhor! Escolha viver a sua melhor versão física, emocional e espiritual, agora que você já entendeu que ao viver de forma mais consciente você tem esse poder.


Escrito por

Dra. Silvia Castelo

56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page