Como lidar com a depressão?

Os casos de depressão aumentam a cada dia, adultos, crianças e idosos perdem o gosto e o sentido pela vida.



As causas da depressão são diversas: algum choque emocional, pode estar associado ao intestino. Isso mesmo! Você sabia que em média 90% da serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar, é produzido pelos intestinos?! Ele produz também 80% do potencial de imunidade do corpo, além de ser grande produtor do hormônio do crescimento. Podemos dizer que o intestino é o nosso segundo cérebro, pois é um órgão que possui o seu sistema nervoso próprio (sistema nervoso entérico) com cerca de 100 milhões de neurônios.

Você já percebeu que quando você passa por alguma contrariedade o intestino funciona mal?! Agora imagine se passamos por muitas contrariedades e nos alimentamos mal o quanto a produção da serotonina pode ficar prejudicada. Agressões emocionais frequentes (o que pode causar isolamento como mecanismo de fuga), pode ter causa hereditária, lembrando que é necessário ter um ambiente propício para que a doença se manifeste.

Trabalhando muitos anos na identificação da causa das doenças, percebi que muitos pacientes sofrem por um ressentir de algo que aconteceu na infância ou na adolescência (perdas, separações e distanciamento de si mesmo para agradar as pessoas que o cercam). Isso se torna um ciclo vicioso, no qual a pessoa não expressa a sua verdadeira essência, pois acha que tem que agradar ao outro e acaba que a pessoa esquece quem ela realmente é. Assim, a vida vai ficando sem propósito!

Pessoas que se comparam muito com os outros, não percebem que cada ser é único e acabam não vendo as suas próprias habilidades, ou seja, buscam fora, aquilo que já têm em si mesmos. A baixa estima faz com que o sentimento de incapacidade, não merecimento e o sentimento de vazio interno cresça cada vez mais.

As pessoas que enchem o seu dia de afazeres, se sobrecarregando e vivendo com pouca presença, pouco lazer e convívio familiar e social, acabam por gerar um desequilíbrio entre corpo, mente e espírito, devido à pouca nutrição dos corpos sutis. Não podemos esquecer que somos muito mais que um corpo físico, temos corpos sutis, que quando não estão equilibrados, desequilibram órgãos, sistemas e mente.

Quando esses fatores acontecem de forma contínua e prolongada, o corpo acaba ficando viciado na química ruim que o corpo produz e assim o paciente tem dificuldade de sair desse padrão. Pessoas que vivem em alerta, acabam tendo um sono ruim, como se algo pudesse acontecer a qualquer momento, sendo assim um grande fator que agrava a depressão.

Os principais sintomas são: falta de ânimo duradouro, tristeza profunda, intestino pode estar alterado, dificuldade de raciocínio, alterações de sono e apetite, choro frequente e isolamento social.

O tratamento deve ser feito de forma completa: buscando a causa emocional e possível choque emocional que pode ser uma releitura de algo que aconteceu na fase intrauterina, na infância, na adolescência, na fase adulta ou até mesmo transgeracional.

É muito importante cuidar do que comemos, pois uma alimentação errada causa inflamação em todo o corpo, podendo ser a causa da depressão (a maior parte das doenças começam com um processo inflamatório), viver com presença no aqui e agora, meditação, atividades físicas, amor, atenção, trabalhar o lado espiritual, ter boas relações, aceitar a sua história e mudar as suas percepções, tornando-se o principal protagonista da sua vida, respeitar as pessoas como elas são, sabendo que cada um age com a consciência que tem, além de perdoar ao próximo e a si mesmo.

A vida é uma grande Universidade, assim temos a oportunidade, a cada novo dia, de aprender com as dificuldades. A diferença é a forma como eu vou lidar com essas provinhas e um dos nossos maiores desafios é dentro da nossa família, na qual somos um a cura do outro e temos tudo que precisamos para atingir essa cura, basta vivermos de forma consciente.

Se você estiver precisando de ajuda, não se reserve, procure ajuda médica, psicológica, familiar, amigos e profissionais que te ajudem a limpar a lente dos seus olhos, pois quando olhamos para onde dói, podemos curar. Vamos viver de forma consciente, nosso corpo é nosso amigo e o seu estado natural é saudável e pleno.


Escrito por

Dra. Silvia Castelo

68 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo